sábado, 15 de agosto de 2015

~~´´~~/-´´~~´´~~´´~~´´-\~~``~~``


te muerdo
teus galhos sanguíneos
se atiçam e florescem

fluxo-floema

nos teus dedos
na tua boca
poemas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário